Setembro 009 – Agradecimentos e Pensamentos!

DSC03071

Mais um ARTE BICICLETA MOBILIDADE  que chega ao fim. Ano que vem certamente tem mais. E mais do que isto esperamos que as propostas sugeridas, as questões levantadas, as ações executadas criem repercussões criativas e provocativas.

Queremos a inserção da bicicleta no dia-a-dia da cidade e com isto a criação de um novo urbanismo, uma nova cidade. Queremos que as ‘autoridades’ despertem de sua ‘miopia administrativa’ e vejam com bons olhos os atores mais frágeis desta grotesca tragédia chamada trânsito. Exigimos a criação de ciclofaixas, a instalação de paraciclos e o fomento de uma cultura de estímulo e respeito ao uso da bicicleta.

Exigimos a anulação da injusta multa aplicada como ‘crime ambiental’ pelo ato de pintura da primeira ciclofaixa de Curitiba, na Rua Augusto Stresser (na altura do número 200). Queremos uma cidade livre, com ar puro, bosques e pomares urbanos. Queremos dançar nas ruas. Queremos música nas ruas. Que todos se libertem de suas bolhas, rompam suas grades e busquem a si próprios.

ARTE BICICLETA MOBILIDADE não é apenas sobre ‘gostar de bicicletas’. É uma escolha política, um exercício de cidadania, ensaios de ação direta e retomada do espaço público.

Que estas ações tenham contribuido para o amadurecimento destas idéias.

Agradecemos todos os parceiros e apoiadores. Esperamos contar com a energia e participação de todos no futuro. O futuro é agora!

Lembrando que o evento aconteceu por causa do empenho ativo do Belotto e do Projeto Ciclovida da UFPR, Grupo Transporte Humano, Miranda e a União dos Ciclistas do Brasil, Núcleo de Psicologia do Trânsito, Sociedade Peatonal e o grupo de Acessibilidade Urbana.

Agradecemos o apoio do Beto Batata (o original!),  do centro de yoga Govardhana Yogashala, do jornalista José Carlos Fernandes e RPC, Claudio Oliver e Casa da Videira, Capitão Cruz da Polícia Militar do Paraná, Sindicato dos Engenheiros (Senge), galera do Maracatu, Instituto de Arte do Paraná e Bienal VentoSul, Cicles Jaime, Cantina do Délio e arredores, prof. Fábio Duarte (PUC-PR), Cléver Almeida e Maria Miranda do IPPUC (por abrirem o diálogo e se mostrarem receptivos ao debate), o ilustre arquiteto Lolô Cornelsen pelas calorosas e sábias palavras, ao artista Maikel da Maia, Ticcolor, Marco Antonio do Bureau de Vez, o engenheiro João Carlos Cascaes, a Cinemateca de Curitiba, Curitiba Cycle Chic, Espontaneosssss Dub, Real Coletivo Dub, Toró, coletivo Rasputines, Luis do Horto Municipal da Barreirinha, todos os palestrantes do ciclo de debates, todos os ciclistas que ocuparam as ruas durante o mês (a ocupação é contínua!), URBS, Diretran, Fundação Cultural de Curitiba e o Departamento de Comunicação Social da Prefeitura de Curitiba (Valeu Eliana!!).

É isto! Nos vemos nas ruas!

Interluxartelivre

Anúncios

Um comentário sobre “Setembro 009 – Agradecimentos e Pensamentos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s